201912.020

É tudo inglês, mas é tudo igual?

É fácil dizer que a diferença entre o inglês britânico e o inglês americano é que o britânico usa mais a vogal ‘u’ na palavra (labour em vez de labor) e prefere o ‘s’ em vez do ‘z’  (realise em vez de realize) usado pelos americanos, mas a realidade é um pouco mais complicada.

Sim, você será perfeitamente compreendido em qualquer país falante da língua inglesa, independentemente se seu sotaque e ortografia tendem mais para uma influência americana ou uma influência britânica. Entretanto, conhecer as diferenças linguísticas e culturais de cada país pode lhe ajudar a evitar mal-entendidos em sua comunicação.

A primeira diferença mais óbvia entre os dois dialetos é o vocabulário. Americanos “go on vacation”, britânicos “go on holidays”. O elevador nos EUA se chama “elevator”, na Inglaterra, “lift”. Americanos usam ‘sneakers’ ou ‘tennis shoes’, britânicos usam ‘trainers’. Parecem coisas simples, mas imagine precisar urgentemente de uma farmácia no Reino Unido e não encontrar uma ‘drugstore’ porque o termo usado lá é ‘chemist’?

A gramática também é afetada por essas diferenças. No inglês britânico, o passado do verbo ‘to learn’, pode ser ‘learnt’ ou ‘learned’, enquanto nos EUA, apenas ‘learned’ é utilizado.

Como já mencionamos, a ortografia de algumas palavras também chama a atenção nos dois dialetos. Palavras como ‘labor’, ‘honor’ e ‘color’ são grafadas como ‘labour’, ‘honour’ e ‘colour’ na terra da Rainha Elizabeth II. Alguns verbos como ‘recognize/recognise’, ‘organize/organise’, e substantivos como ‘meter/metre’, ‘theater/theatre’, também podem confundir uma pessoa cuja língua materna não seja a inglesa.

Existe um velho ditado que diz ‘The United States and Great Britain are two countries separated by a common language’. Em tradução livre: Os Estados Unidos e a Grã-Bretanha são dois países separados por uma língua em comum. E o ditado faz sentido, embora a língua tenha muitas diferenças, todos se entendem perfeitamente bem, salvo um ou outro caso de palavras com significados diferentes nos dois países.

É importante estar atento para essas diferenças na hora de traduzir seu documento. Digamos que você é um estudante brasileiro buscando uma bolsa para estudar um semestre na Inglaterra, você precisará traduzir seu histórico acadêmico e outros documentos para o inglês.

Nesse caso, todo inglês é igual?

Não! O sistema acadêmico e as terminologias utilizados nos Estados Unidos são bem diferentes do sistema e terminologias utilizados na Inglaterra. O seu tradutor precisa estar ciente do destino da sua tradução, para que ele possa adaptar o texto de forma a ser mais bem compreendido por quem irá receber esse documento.

O mesmo acontece com documentos jurídicos. Diferenças de sistemas jurídicos requerem traduções específicas no país de destino.

Na dúvida, sempre consulte o seu tradutor. Ele poderá fornecer uma orientação mais precisa sobre como prosseguir com a sua tradução.

Na Aliança Traduções, trabalhamos com tradutores especializados em diversos idiomas e nas variações geográficas de cada língua. Assim, você pode ter o seu texto traduzido por um tradutor especializado no espanhol da Espanha, ou no espanhol da Argentina, por exemplo, tudo de acordo com a sua necessidade!

Solicite um orçamento em: atendimento@aliancatraducoes.com.br ou faça uma simulação em tempo real em nossa calculadora online!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *