201810.01
0
0

Você sabe a diferença entre interpretação simultânea e consecutiva?

Hoje em dia, é comum vermos eventos de grande porte, como as Olimpíadas, usarem intérpretes para pronunciamentos oficiais em diferentes idiomas. Os congressos e conferências que recebem palestrantes internacionais também precisam ser acessíveis a todos os públicos. Por isso, o serviço de interpretação é fundamental. Mas você sabia que existem diferentes tipos de interpretação? Uma delas é a interpretação simultânea.

A prática de interpretar é antiga, a primeira vez que equipamentos eletrônicos foram utilizados em uma interpretação simultânea foi nos Julgamentos de Nuremberg, uma série de tribunais militares que julgou membros da liderança nazista entre 20 de novembro de 1945 e 1º de outubro de 1946. Na ocasião, quatro idiomas foram interpretados: francês, russo, alemão e inglês. Desde então, convencionou-se na interpretação simultânea: um intérprete traduz a fala do orador simultaneamente, assim, os participantes do evento assistem à apresentação e escutam as informações em tempo real, por meio de fones de ouvido. A prática se tornou muito comum e é usada nos mais variados contextos.

Já a interpretação consecutiva é uma modalidade que não faz uso de materiais eletrônicos. Nesse caso, o orador fala enquanto o intérprete, que atua com discrição, apenas escuta, quando o orador termina, o intérprete transmite o conteúdo traduzido para as pessoas que não compreendem o idioma. Essa modalidade é mais indicada para eventos com um grupo de pessoas reduzido, como reuniões formais com clientes estrangeiros, encontros entre autoridades internacionais e cerimônias oficiais.

Vai fazer uma reunião, congresso ou evento com participantes estrangeiros? Não deixe de fechar bons negócios por conta de uma comunicação confusa. Entre em contato com a Aliança Traduções!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *