201811.08
0
1

Você sabe diferenciar entre linguista e tradutor?


Linguista e tradutor são duas profissões que envolvem muitas das mesmas competências, mas não são a mesma coisa. Primeiro, vamos dar uma olhada na definição dos termos e nas diferentes acepções:

tradução | processo de traduzir palavras ou texto de um idioma para o outro; versão falada ou escrita do sentido de uma palavra ou texto em outro idioma;

tradutor | indivíduo que traduz de um idioma para o outro, sobretudo como profissão.

linguística | é o estudo científico de uma língua e sua estrutura, incluindo o estudo da gramática, sintaxe e fonética.

linguista | indivíduo especializado em diversos idiomas estrangeiros; indivíduo que estuda línguas ou linguística.

Desta forma, é possível concluir que o tradutor é um linguista na sua acepção mais simples, a de estudioso de diversos idiomas. Fora isso, as duas atividades são completamente diferentes.

A função do tradutor/intérprete é transferir do idioma original para o idioma alvo o conteúdo integral do texto ou fala respeitando a fidelidade com o original, adotando o registro e a terminologia adequados, de maneira que a mensagem seja compreendida rapidamente pelo leitor/ouvinte de outra língua.

Questões técnicas do texto ou discurso, como a gramática e a sintaxe, as figuras de linguagem e as regras normativas ajudam a nortear a elaboração da tradução, que deve primar pela norma culta de ambos idiomas.

No entanto, a abordagem é outra. O tradutor se concentra no valor semântico das palavras, emite juízo sobre seu significado e faz escolhas, usando em seu ofício diversos aspectos abstratos como a coerência, clareza e adequação cultural, e ao mesmo tempo observando as limitações e desafios impostos pelas diretrizes do meio para o qual está se traduzindo ou interpretando, livro, vídeo, áudio, entre outros.

A linguística por sua vez é o estudo científico da linguagem humana. Ela se baseia na observação dos fatos e se abstém de propor qualquer escolha entre eles, mantendo-se imparcial. O linguista apenas observa e estuda a fundo o que é dito, a língua viva e corrente.

Sua abordagem do texto é puramente pragmática, ele olha o conteúdo sob a ótica das divisões do discurso, a ordem das palavras, e os marcadores e partículas discursivas. Dentre os ramos específicos da linguística estão a sociolinguística, a psicolinguística, a dialetologia, a linguística comparativa, a linguística computacional e a linguística estrutural.

E por envolver uma gama tão ampla de conhecimento, o linguista tem a escolher diversas opções de carreira além da de pesquisador, como professor de língua estrangeira, lexicógrafo, revisor, preparador ou editor.

Para o universo da tradução, a importância do trabalho do linguista está sobretudo no desenvolvimento da linguística de corpus, uma ferramenta indispensável para a pesquisa do tradutor.

Além disso, as diversas ferramentas eletrônicas que hoje garantem uma maior consistência e conferem mais agilidade à tradução, como os softwares de reconhecimento de voz e de memória de tradução, são fruto da pesquisa e desenvolvimento de especialistas em tecnologia da informação, seguramente com a contribuição de linguistas.

Seja qual for o olhar, o certo é que tradutores e linguistas se equivalem no respeito pelas palavras e o amor pelos idiomas estrangeiros. Aqui na Aliança Traduções, o trabalho e as perspectivas dos dois profissionais se complementam, e o resultado é excelência e qualidade garantidas!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *