201803.270

Você sabia? O Brasil agora pode emitir vistos eletrônicos para cidadãos dos Estados Unidos, da Austrália, do Canadá e do Japão

O governo brasileiro decidiu facilitar os trâmites burocráticos dos estrangeiros que querem obter visto para o Brasil – os estrangeiros de quatro países, pelo menos: Estados Unidos, Austrália, Canadá e Japão. Desde o fim de novembro de 2017, uma opção simplificada do processo permite obter o visto de visita por sistema eletrônico, modalidade conhecida como e-Visa. Tendo em mente a comodidade do visitante, esse tipo de visto pode ser solicitado pela internet, em computadores, celulares ou tablets. Para isso, é necessário que o requerente envie seus documentos digitalizados para a empresa responsável pelo serviço, a VFS Global, que fará uma pré-análise deles e os repassará às autoridades brasileiras. O trâmite de solicitação, análise e emissão leva de um a três dias.

Segundo a Agência Brasil, desde 21 de novembro, já foram solicitados 5.354 vistos nesta nova categoria. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, a Austrália, país escolhido para iniciar o projeto, aceitou amplamente a iniciativa. Em 2016, os consulados da Austrália, dos Estados Unidos, do Japão e do Canadá foram responsáveis por 63,74% dos pedidos de visto de turismo e 58,15% dos vistos de negócios, de acordo com o Itamaraty. Só os 570 mil turistas norte-americanos que viajam ao Brasil por ano, segundo o Ministério do Turismo, injetam US$ 710,5 milhões na economia.

O próximo passo dessa política, segundo o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, é incluir a China na lista dos países que podem requerer o visto eletrônico. O tigre asiático, atualmente, é o maior parceiro comercial do Brasil e maior investidor no país. Entretanto, dos 120 milhões de chineses que viajam a turismo todos os anos, apenas 55 mil vêm ao Brasil. Em entrevista à Agência Brasil, Lummertz comenta: “Nós precisamos aumentar a conexão com eles. E a forma de se conectar com a China é a aérea”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *